Mapeamento da Educação Superior: Minas Gerais

Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Geografia - Tratamento da Informação Espacial

Cursos de Graduação

Fonte: INEP, 2012

No Censo da Educação Superior de 2010, realizado pelo INEP, foram identificados 5.915 ofertas de cursos de graduação no Estado de Minas Gerais. Nesse levantamento, cada polo de oferta de um curso a distância foi considerado como um novo curso.

De acordo com o Censo, Belo Horizonte concentrava 17,5% da oferta, isto é, 1.035 cursos. De uma forma geral, os cursos eram concentrados em grandes cidades, pois os 29 municípios com mais de 100.000 habitantes possuíam 56,3% da oferta e havia 616 municípios sem qualquer oferta de cursos.

Fonte: INEP, 2012

Entre os cursos ofertados no estado, 3.127 eram presenciais, representando 52,7% do total, distribuídos por 162 municípios. Entre esses cursos, 22,3%, isto é, 696 cursos, foram ofertados na capital. Os municípios com mais de 100.000 habitantes foram responsáveis por 62,7% da oferta, ou seja, 1.960 cursos.

É importante observar que os cursos registrados são aqueles autorizados e informados pelas Instituições de Ensino Superior (IES), mas isso não significa que tenham tido alunos ingressos no ano.

Fonte: INEP, 2012

Em 2010, foram ofertados 2.788 cursos a distância em 180 municípios. Destes, 1.368 (49,1%) foram ofertados nos 29 municípios com mais de 100.000 habitantes e 339 (12,2%) na capital. É possível observar pelo mapa que os cursos a distância eram mais presentes que os presenciais em cidades menores.

Como os polos de apoio presencial de um curso a distância podem estar em municípios distintos daquele que abriga a sede da IES, há, em Minas Gerais, a oferta cursos de IES de outros estados. Em 2010, 2.299 (82,5%) cursos se enquadravam nesse caso e apenas 489 (17,5%) cursos a distância eram de IES com sede dentro do estado.

A média do número de polos por curso a distância foi de 9,5, incluindo a eventual duplicidade de registros de cursos (mesmo curso com dois códigos diferentes na base de dados do INEP). O curso com o maior número de polos foi registrado em 55 municípios mineiros.

Fonte: INEP, 2012

Os cursos de bacharelado compuseram a maior parte dos cursos registrados em 2010. Foram 2.703 cursos distribuídos entre 196 municípios, representando 45,7% da oferta total.

Os 29 municípios com mais de 100.000 habitantes somaram 1.620 cursos, ou seja, 59,9% dos bacharelados. Apenas na capital, foram registrados 527 cursos (19,5%).

Ainda em 2010, foram registrados 1.955 bacharelados presenciais e 748 bacharelados a distância.

Fonte: INEP, 2012

A licenciatura foi o segundo tipo de curso mais ofertado no estado em 2010. Foram registrados 1.710 cursos de licenciatura, sendo 759 presenciais e 951 a distância.

Contando com essa oferta de cursos a distância, os cursos de licenciatura foram os mais bem distribuídos pelos estado. Mesmo que em menor quantidade que os bacharelados, esses cursos foram registrados um número maior de municípios, atendendo a 219 municípios. Os municípios com mais de 100.000 habitantes somaram 47,1% do total da oferta (806 cursos). Na capital foram identificados 199 cursos de licenciatura (11,6%).

Fonte: INEP, 2012

Em 2010, foram registrados 1.483 cursos superiores de tecnologia no estado de Minas Gerais. A oferta desse tipo de curso foi, assim, inferior às ofertas dos demais tipos de curso, tendo sido registrada em apenas 146 municípios.

Os municípios com mais de 100.000 habitantes concentraram 893 cursos, representando 60,2% do total ofertado. Na capital, foram registrados 300 cursos, ou seja, 20,2% da oferta.

Referências:

INEP. Microdados Censo da Educação Superior. INEP, 2012. Disponível em: <ftp://ftp.inep.gov.br/microdados/micro_censo_edu_superior2010.zip>. Acesso em: 03 ago. 2012.

Elaboração: Prof. Marcos André Silveira Kutova
Orientação: Prof. Dr. João Francisco de Abreu
Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Geografia - Tratamento da Informação Espacial
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

© PUC Minas, 2013. Todos os direitos reservados, de acordo com o art. 184 do Código Penal e com a lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. Proibidas a reprodução, a distribuição, a difusão, a execução pública, a locação e quaisquer outras modalidades de utilização sem a devida autorização da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.